grupo_trabalho1-150x150É possível trabalhar com e liderar as pessoas de todas as gerações de forma eficaz sem arrancar o seu cabelo?

Absolutamente, mesmo com a tão propagandeada geração Y mais recentemente.

As seguintes dez verdades sobre conflito de gerações podem ajudá-lo a ver o passado de estereótipos e se tornar um líder mais eficaz para as pessoas de todas as idades. Vamos olhar para cada uma com mais profundidade:

Verdade #1 – Todas as gerações têm valores semelhantes.

Muitas pessoas pensam que existem enormes diferenças de valores entre pessoas mais velhas e mais jovens. Entretanto, as diferentes gerações, na verdade têm valores bastante semelhantes. “Família” é o valor escolhido mais freqüentemente por pessoas de todas as gerações. Outros valores incluídos são realização, integridade, amor, competência, alegria, auto-respeito, sabedoria, equilíbrio e responsabilidade.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Buscando Talentos, Coaching, Dica de Leitura, Formação de Líderes, Gestão por Competências, Posts de Hélio Rocha, Retendo Talentos

passos-a-seguir-para-ser-um-excelente-profissional---_2_600_1785Pequenas palavras ou expressões têm o poder de mudar radicalmente o dia de alguém. Veja como isso pode melhorar o seu ambiente de trabalho.

Um profissional extraordinário revoluciona o modo como as coisas acontecem no ambiente de trabalho. Essa mudança começa a partir da atitude mais simples: a fala. Algumas expressões simples podem modificar a sua relação com equipe e empresa em geral. Usando as palavras certas você pode buscar novas soluções para problemas antigos, fazer a diferença no trabalho e desenvolver as suas ideias. Quer fazer uma enorme diferença no dia alguém? Confira algumas coisas que você deve dizer todos os dias aos seus empregados, colegas, familiares e amigos.

1. “A minha ideia é essa, alguém sugere algo diferente?”

Talvez você esteja no comando, mas isso não significa que é o mais inteligente e perspicaz na equipe. Para desenvolver bons projetos, o trabalho em equipe é essencial. Você precisa justificar suas decisões com lógica e não com autoridade. Faça com que todos compreendam os processos para que a ideia seja trabalhada em conjunto.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Coaching, Formação de Líderes, Posts de Gislaine Angelim Barbosa

ChacrinhaPara aqueles que nasceram no século passado, irão se lembrar desta frase: “Quem não se comunica, se trumbica!” Dita peloChacrinha, o Abelardo Barbosa.

Hoje, participei de um evento interno de um cliente, com o propósito de melhorar a comunicação interna, um “Café com a Diretoria”, reunindo todos os colaboradores e obviamente a Diretoria desta empresa! Às vezes nos esforçamos em nossa vida empresarial em melhorar a comunicação com os clientes … e esquecemos dos colaboradores … dos funcionários!

A seguir, disponibilizo para vocês, um exemplo de projeto para estimular a comunicação interna junto aos colaboradores:

Projeto Cafe com a Diretoria

Convido-os a ler um artigo sobre o processo de comunicação interna na empresa Thyssen Krupp Bilstein Brasil, clique aqui.

E para finalizar, também existe um riquissímo trabalhos realizado pela Sra. Sthepani Paula sobre Plano de Comunicação desenvolvido na empresa Aethra Sistemas Automotivos S/A, clique aqui para acessá-lo.

E você, Gestor, esta se comunicando ou se trumbicando em sua empresa?

Para aqueles que nasceram no século passado, irão se lembrar desta frase: “Quem não se comunica, se trumbica!” Dita peloChacrinha, o Abelardo Barbosa.

Hoje, participei de um evento interno de um cliente em Porto Alegre, a Instramed, com o propósito de melhorar a comunicação interna, um “Café com a Diretoria”, reunindo todos os colaboradores e obviamente a Diretoria desta empresa! Às vezes nos esforçamos em nossa vida empresarial em melhor a comunicação com os clientes … e esquecemos dos colaboradores … dos funcionários!

A seguir, disponibilizo para vocês, um exemplo de projeto para estimular a comunicação interna junto aos colaboradores:

Projeto Café com a Diretoria

Também, convido-os a visitar a página da empresa Thyssen Krupp Bilstein Brasil, um belo “benchmarking” no que se refere a projeto de comunicação interna

E você, Gestor, esta se comunicando ou se trumbicando em sua empresa?

Categorias: 3-Gestão pela Qualidade, 4-Gestão de Pessoas, Dica de Leitura, Endomarketing, Momento de Reflexão, PGQP, Pesquisa de Clima Organizacional, Posts de Hélio Rocha, Programa de Idéias

feedback-sombra

Um dos instrumentos de gestão mais difundidos nas organizações, sem dúvidas, é o feedback. Mas será que os profissionais dão ao recurso do feedback uma atenção adequada?

Ao definir feedback como “o procedimento que consiste no provimento de informação a uma pessoa sobre o desempenho, conduta ou eventualidade executada por ela, objetivando reprimir, reorientar e/ou estimular uma ou mais ações determinadas, executadas anteriormente” em um artigo publicado há alguns anos, tentei transmitir as possibilidades desta ferramenta e esclarecê-las aos seus usuários.

Tenho entrevistado muitos profissionais de empresas dos mais variados segmentos para analisar como esse recurso tem sido utilizado e, para minha surpresa, poucos são aqueles que aplicam – de forma adequada – o famigerado feedback. Muitos utilizam essa ferramenta como uma forma de cobrança, de gerir e criar pressão, competitividade entre os funcionários. Mas esse, definitivamente, não é o objetivo deste instrumento.

O objetivo do feedback (para quem aplica) deve ser o de mostrar ao outro como ele é visto por nós, com a finalidade de maximizar seu desempenho ou de readequá-lo ao objetivo proposto por nós.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Coaching, Formação de Líderes, Posts de Gislaine Angelim Barbosa, Retendo Talentos

downloadReceber uma oferta de emprego não quer dizer que você tenha de aceitá-la. No entanto, você só deve recusar se tiver um bom motivo.

Se você pretende construir uma vida profissional de sucesso deve pensar nos próximos passos

Nem todos os empregos vão ser perfeitos para você e o fato de receber uma oferta não significa que você deva aceitá-la. Contudo, você precisará de bons motivos para recusar um emprego. Se você está em dúvida e não sabe como se decidir, confira 4 motivos pelos quais você deve recusar um emprego.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Buscando Talentos, Gestão de Carreira, Posts de Gislaine Angelim Barbosa, Retendo Talentos

Palestra-Trabalhando-com-o-coracao“Comece com bons funcionários, defina regras, comunique-se com eles, motive-os e recompense-os”

Lee Iacocca, ex-presidente da Chrysler

Trouxemos algumas ideias para aumentar a produtividade dos funcionários e tornar sua empresa um lugar agradável de trabalhar. Algumas dessas ideias, como planos de aposentadoria e de saúde, requerem alguma despesa. Mas quase metade delas, como promover grupos de carona, diminuir a burocracia e dar bom exemplo, depende apenas de boa vontade.

Acerte na contratação

É um erro considerar somente as competências técnicas e o currículo do candidato na hora da contratação. Habilidade para trabalhar em grupo e bom astral também são importantes — essenciais se a posição requer liderança. Na entrevista, algumas posturas do entrevistador colaboram para que a pessoa fique à vontade e revele mais sobre si mesma.

Ouvir mais do que falar, por exemplo, dá mais espaço para o candidato se expor. Deve-se evitar fazer perguntas genéricas, com respostas fáceis de ser adivinhadas — a tendência é o candidato responder aquilo que ele acha que o interlocutor quer ouvir, em vez de revelar sua opinião.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Dica de Leitura, Endomarketing, Formação de Líderes, Pesquisa de Clima Organizacional, Políticas de Cargos Remuneração e Carreira, Posts de Gislaine Angelim Barbosa, Qualidade de Vida, Retendo Talentos, Treinamento e Desenvolvimento

A visibilidade de uma empresa no mercado está diretament ligada à qualidade de um produto ou serviço oferecido. E o grau de qualificação das pessoas que atuam em prol da organização contribui para tal notoriaedade.

Meu objetivo ao escrever este artigo é promover um profundo momento de reflexão junto aos gestores de pessoas das empresas no que diz respeito à importância de ter uma equipe bem preparada.

Para muitos líderes, treinar é sinônimo de despesas, custo e perda de tempo. Concordo nesta afirmação quando o treinamento é desfocado, fora do contexto e sem planejamento. Dessa forma caracteriza-se despesa sim.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Dica de Leitura, Formação de Líderes, Gestão por Competências, ISO 10015, Posts de Gislaine Angelim Barbosa, Treinamento e Desenvolvimento

not_creche_governoA proposta permite que a exigência seja suprida por meio de convênios com creches, pré-escolas e escolas, públicas ou privadas, desde que próximas aos locais de trabalho ou por meio de reembolso, caso seja solicitado pelo empregado.

As empresas com pelo menos 100 funcionários poderão ser obrigadas a manter berçário ou creche para os filhos de até cinco anos dos empregados. É o que propõe o Projeto de Lei do Senado (PLS) 236/2011, da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), onde aguarda relatório do senador Eduardo Suplicy (PT-SP).

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 3-Gestão pela Qualidade, 4-Gestão de Pessoas, Endomarketing, Momento de Reflexão, Pesquisa de Clima Organizacional, Posts de Hélio Rocha, Retendo Talentos

Seu Empregador Valoriza Seu Trabalho? - As empresas, dependendo do porte, possuem diversas ferramentas para avaliar seus funcionários que via de regra, leva em consideração o desempenho, a competência e o merecimento.

Inegavelmente a importância da valorização de  profissionais pelas empresas  é fundamental e determina em grande parte o desempenho de seus funcionários. Por um lado o empregado sente-se desvalorizado por outro o empregador acredita que a valorização depende da sua produtividade, motivação e inciativa.  Não podemos esquecer que existe empresas boas e ruins assim como profissionais competentes e incompetentes. Partindo deste princípio surge a questão: Com avaliar Profissionais e Empresas?

As empresas, dependendo do porte, possuem diversas ferramentas para avaliar seus funcionários que via de regra, leva em consideração o desempenho, a competência e o merecimento. Entretanto, o método de valorização mais utilizado nas empresas tem sido através de uma “ferramenta” chamada “QI” ou seja “quem indicou. “O famoso “empurrãozinho” ou mesmo a sinalização para a pessoa certa, dentro de uma determinada empresa, pode garantir aquele emprego tão cobiçado.” (Rauen 2004)

Para avaliar as empresas, profissionais podem consultar as seguintes publicações:

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Buscando Talentos, Gestão de Carreira, Posts de Gislaine Angelim Barbosa, Retendo Talentos

Há uma batalha surda nas empresas entre os que querem mudar e os que lutam para manter tudo como está. Segundo Eduardo Carmello, Diretor da Entheusiasmos, consultor e palestrante, essa luta dificulta as mudanças necessárias para que as empresas se tornem mais competitivas. Veja mais no vídeo.

Categorias: 1-Gestão Estratégica, 4-Gestão de Pessoas, Dica de Filme, Gerenciamento de Crises, Gestão por Competências, Nossas Alianças Estratégicas, Planejamento Estratégico, Posts de Hélio Rocha

« Posts anteriores