A visibilidade de uma empresa no mercado está diretament ligada à qualidade de um produto ou serviço oferecido. E o grau de qualificação das pessoas que atuam em prol da organização contribui para tal notoriaedade.

Meu objetivo ao escrever este artigo é promover um profundo momento de reflexão junto aos gestores de pessoas das empresas no que diz respeito à importância de ter uma equipe bem preparada.

Para muitos líderes, treinar é sinônimo de despesas, custo e perda de tempo. Concordo nesta afirmação quando o treinamento é desfocado, fora do contexto e sem planejamento. Dessa forma caracteriza-se despesa sim.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Dica de Leitura, Formação de Líderes, Gestão por Competências, ISO 10015, Posts de Gislaine Angelim Barbosa, Treinamento e Desenvolvimento

Muitas profissionais, desde líderes a liderados, enxergam o treinamento, especificadamente aquele treinamento realizado “em chão de fabrica”, ou como fala os americanos: “on the job”, como uma tarefa onde perdesse  muito tempo.

Você certamente já deve ter ouvido na sua empresa as seguintes frases:

  • De novo treinamento?
  • Pra quê treinamento?
  • Eu não tenho tempo de treiná-los?
  • Eu não tenho tempo para ser treinado? Leia mais clicando aqui »
Categorias: 2-Gestão da Produção Enxuta (Lean Manufacturing), 4-Gestão de Pessoas, Gestão por Competências, ISO 10015, Nossas Alianças Estratégicas, Posts de Claudia Cruz, Retendo Talentos, Treinamento e Desenvolvimento

metacogniçãoDando continuidade ao post anterior (clique aqui), estaremos divulgando os serviços e artigos do Sebastião Guimarães, considerado o maior especialista no Brasil da ISO 10015:2001.

Hoje, apresentaremos uma quebra de paradigma, vinculado a uma nova característica / necessidade das organizações tornarem-se locais de aprendizado, o que alguns estudiosos denominam de “aprendizado organizacional”!

Sebastião Guimarães elaborou um artigo, cujo título é sugestivo: “Ensinar a Ensinar e Aprender a Aprender”. Neste texto ele sugere uma reflexão inicial:

“Para aprender a aprender e principalmente, para ensinar a ensinar, as empresas precisam desaprender as formas antiquadas de capacitação e aperfeiçoamento profissional.”

A fim de valorizar os trabalhos do autor, estaremos sempre convidando a leitura em seu blog, clique aqui aproveite a sua experiência!

Vinculando a este texto, Guimarães, utiliza-se de um post que elaboramos sobre a “metacognição”, termo criado por John Hurley Flavell. Estamos sugerindo a visita a um website muito bem elaborado sobre este assunto, o http://www.metacognicao.com.br, elaborado / organizado por duas excelentes profissionais, a pedagoga Evelise Maria Labatut Portilho e a psicóloga Simone Aparecida de Souza Dreher.

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Dica de "Website", ISO 10015, Nossas Alianças Estratégicas, Posts de Gislaine Angelim Barbosa

A partir deste post, estaremos divulgando os serviços e artigos do Sebastião Guimarães, considerado o maior especialista no Brasil da ISO 10015:2001. Segue abaixo o seu mini-CV:

Sebastião Guimarães – Professor de curso de pós-graduação da Universidade São Judas, Professor convidado da Fea/Unicamp, e Consultor da T&G Treinamento. Autor de diversos livros didáticos sobre Organização e Técnicas Comerciais. Vivência profissional como Orientador de Ensino do SENAC-SP, Coordenador de Treinamento Empresarial do CCESP, Gerente de Divisão de Treinamento da Mercedes Bens do Brasil, Gerente do Programa de Gestão da Qualidade Total do SEBRAE – SP e facilitador de cursos da ADVB e da FBM.

Vamos iniciar com o artigo “Não Treinar, se Possível”, um texto provocador, levando a uma reflexão bem objetiva: podemos desenvolver / adquirir novas competências, através de outras ações que não sejam somente treinamentos!

A fim de valorizar os trabalhos do autor, estaremos sempre convidando a leitura em seu blog, clique aqui aproveite a sua experiência!

E na sua organização, além dos treinamentos habituais / tradicionais para desenvolver / adquirir as competências necessárias, quais são as outras ações que são realizadas? Você já utilizou algumas das ações recomendadas pelo autor, ou seja:

  • Reformulação dos processos
  • Recrutamento de pessoal treinado
  • Terceirização (outsourcing)
  • Redução da rotatividade
  • Modificação dos procedimento
  • Melhoria de outros recursos

Deixe aqui a sua experiência / vivência sobre este assunto!

Categorias: 4-Gestão de Pessoas, Dica de "Website", Dica de Leitura, ISO 10015, Nossas Alianças Estratégicas, Posts de Gislaine Angelim Barbosa