educationSou Auditor Líder da norma ISO 9001, sendo que em agosto de 2011, conclui o MBA na FUNCEFET-RJ/IDHGE na área de QSMS – Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho, no qual escolhi como tema para meu TCC um estudo sobre a aplicação da NBR 15419 nas instituições educacionais.

Elevar a qualidade do ensino, em todos os níveis tem sido uma preocupação da sociedade em qualquer país do mundo. Alguns países como o México, Argentina, Estados Unidos, Austrália, entre muitos, conscientes da divergência no processo educacional, uniram-se para elaborar um guia que possibilitasse às instituições educacionais implementarem adequadamente um Sistema de Gestão da Qualidade, com uma linguagem mais apropriada a educação, facilitando a busca pela certificação com base na norma ISO 9001.

Esse guia foi denominado pela ISO como IWA-2 (International Workgroup Agreement).

Assim como os países acima mencionados entenderam ser importante e necessário elaborar uma norma que auxiliasse no entendimento dos requisitos da ISO 9001,  o Brasil através da Comissão de Estudos de Documentos Auxiliares da ABNT/CB-25 (Comitê Brasileiro da Qualidade) elaborou a norma ABNT NBR 15419. Este trabalho com a participação de estabelecimentos de ensino de vários níveis, entre eles o SENAI e do Ministério da Ciência e Tecnologia, sob a coordenação do Sr. Luiz Fernando Correia Ferreira utilizou como referência as normas IWA-2 e o IRAM 30000.

Existem atualmente no Brasil, segundo dados obtidos através do INMETRO, cerca de 60 instituições educacionais com certificação ISO 9001.

Mas, por que estas organizações que hoje são certificadas na norma ISO 9001 ainda não buscaram a adequação / certificação através da NBR 15419?

Acredito que as instituições educacionais já certificadas pela ISO 9001, através de seu pioneirismo e ação proativa poderiam enriquecer esta discussão sobre este assunto, por exemplo, explicitando as dificuldades enfrentadas durante a implementação dos seus Sistemas de Gestão da Qualidade, bem como a Melhoria alcançada no desempenho dos seus alunos / clientes após a implementação.

Fico à disposição de vocês!

Engº Roberto da Costa Faria
Auditor Líder ISO 9001

E-mail: robertoc.faria@globo.com

Categorias: 3-Gestão pela Qualidade, Momento de Reflexão, NBR 15419:2006, Nossas Alianças Estratégicas, Posts de Roberto da Costa Faria

02-03-09_01As transformações ocorridas nas últimas décadas, a velocidade e o volume de informações que são disponibilizadas a cada dia têm aumentado, significativamente, o conhecimento das pessoas e alterado seus comportamentos. Os permanentes avanços tecnológicos, econômicos, políticos e sociais sinalizam cada vez mais para a necessidade das instituições de ensino em dirigir, coordenar, controlar e organizar suas atividades e procedimentos de forma estratégica.

Diante desse cenário, começa a prevalecer um pensamento comum de que as organizações educacionais precisariam investir em um sistema de gestão pela qualidade, formado por um conjunto de atividades planejadas e estruturadas de forma intencional com a finalidade de estabelecer o equilíbrio de integrar os componentes internos das instituições ao ambiente externo. Nascia aí a Gestão pela Qualidade nas instituições de ensino!

Em consequência do sucesso da aplicação da Gestão pela Qualidade, em algumas empresas, e da extensão desse modelo para outros segmentos, além da indústria, fazendo com que na administração da educação cada vez mais surgisse o termo gestão e a busca por ferramentas que aperfeiçoassem os processos no ambiente educacional, refletindo diretamente na melhoria dos serviços educacionais oferecidos e, felizmente, em um ensino mais eficiente, efetivo e eficaz.

Atualmente, as instituições de ensino que praticam a Gestão Estratégica fundamentada, na qualidade dos processos, aperfeiçoam o conhecimento renovável, encontrando mais possibilidades de acompanhar as mudanças no contexto mundial e criando novos diferenciais organizacionais, que proporcionam uma capacidade de reação, muito mais rápida do que aquelas que simplesmente se dedicam a repetir hoje o que já funcionou no passado.

Cada vez mais as instituições de ensino entendem que a Gestão pela Qualidade possibilita um conhecimento mais aprofundando do negócio, mais clareza na atuação, possibilitando maior assertividade na tomada de decisão quanto às ações estratégicas, táticas e operacionais. Como consequência, atenderão melhor às necessidades e expectativas da comunidade escolar e cumprirão o propósito primordial: educar cidadãos mais preparados e conscientes do seu papel na sociedade, verdadeiros agentes de transformação social, comprometidos com a melhoria da qualidade de vida na construção de um mundo mais próspero, humano e justo.

Fico à disposição de vocês!

Andréia Guerra – Gerente Administrativa Grupo Educacional Caminho do Saber

Pedagoga, Especialista em Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional

E-mail: andreiaguerra-@live.com

Categorias: 1-Gestão Estratégica, 3-Gestão pela Qualidade, Dica de Leitura, NBR 15419:2006, Nossas Alianças Estratégicas, Posts da Andréia Guerra

Hoje, recebemos uma notícia muito importante de um dos nossos clientes, o SENAI-MT!

O Sistema de Gestão pela Qualidade desta organização foi recertificado pela NBR ISO 9001:2008!

Ficamos muito contente com esta notícia! Parabéns para todos os colaboradores desta instituição!

Pela terceira vez, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-MT) conquistou a certificação NBR ISO 9001:2008 garantindo por mais dois anos o reconhecimento como instituição que investe em gestão de qualidade. Desta vez, o SENAI-MT foi auditado em todos os processos internos de gestão (estratégico, de pessoas e da Educação Profissional) e recebeu a certificação para as unidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Departamento Regional. A auditoria ocorreu nos dias 27, 28 e 29 de outubro, e foi executada pela ABS Quality Evaluations, uma das principais entidades certificadoras da ISO 9001 no mundo.

“A cada auditoria, comprovamos que estamos seguindo com rigor e comprometimento os padrões da gestão internacional da qualidade. A ISO 9001 não é apenas um selo. Acima de tudo, a norma atesta que a instituição mantém o nível exigido para excelência do sistema de gestão, seguindo requisitos de controle, comprometimento da alta direção, análise crítica, monitoramento de resultados e melhoria contínua dos processos internos”, explica a coordenadora da Unidade de Planejamento, Orçamento e Gestão do SENAI-MT, Cibelle Leal. Além disso, ela ressalta que a certificação também aponta o correto direcionamento em ações voltadas para a valorização da gestão por competência e na gestão de fornecedores.

A primeira certificação do SENAI-MT na NBR ISO 9001:2008 ocorreu em 2004, quando conquistou o mérito de ser a primeira instituição privada de ensino profissional a obter certificação internacional da norma no Estado. Depois disso, alcançou ‘upgrade’ na versão 2008, mantendo-se nesta última versão desde fevereiro de 2010. A ISO (International Organization for Standardization) está presente em mais de 100 países, que integram a organização internacional especializada em padronização. No Brasil, a ISO é representada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a auditoria ocorre a cada ano para garantia e manutenção do selo.

Categorias: 3-Gestão pela Qualidade, ISO 9001, ISO 9004, NBR 15419:2006, Nossas Alianças Estratégicas, Nossos Clientes, Organismos Certificadores, Posts de Hélio Rocha, Quali Mato Grosso, Upgrade da ISO 9001:2008

Dando continuidade ao artigo / post anterior (clique aqui), no qual apresentamos a NBR 15419:2006 como base para melhorar os sistemas de gestão de instituições de ensino certificadas pela ISO 9001.

Neste post iremos apresentar um levantamento das organizações que estariam aptas a utilizar as orientações contidas nesta norma, ou seja, a NBR 15419:2006.

A partir das informações disponibilizadas pelo website do CB-25, realizamos um levantamento / análise das instituições de ensino com sistemas de gestão certificados pela ISO 9001, considerando:

  • Por UF (Unidades da Federação), e;
  • Por Organismos Certificadores.

Capturar

Capturar2

Existem, somente, 66 instituições de ensino no Brasil com sistema de gestão certificado pela ISO 9001!

Segue abaixo os gráficos, assim como estamos disponibilizando a base de dados, ou seja, a relação destas instituições de ensino (clique aqui).

Sua organização faz parte deste grupo?

Se positivo, já estão fazendo uso das orientações contidas na NBR 15419:2006? Quais foram os ganhos / resultados?

Deixe aqui os seus comentários / depoimentos!

Categorias: 3-Gestão pela Qualidade, Buscando clientes, ISO 9001, ISO 9004, NBR 15419:2006, Nossos Clientes, Posts de Hélio Rocha

Recentemente, quando estive realizando serviços de consultoria / aprendizado no SESI-MT e SENAI-MT, tomei conhecimento de uma norma brasileira de caráter orientativa elaborada no Comitê Brasileiro da Qualidade (ABNT/CB-25):

  • ABNT NBR 15419:2006 – Sistemas de gestão da qualidade – Diretrizes para a aplicação da ABNT NBR ISO 9001:2000 nas organizações educacionais

Apesar desta norma ter vinculo a versão desatualizada da ISO 9001, ou seja, a versão 2000, no seu conteúdo facilita o entendimento e interpretação dos seus requisitos sob o entendimento das organizações envolvidas como setor educacional, utilizando inclusive as terminologias específicas deste setor.

Diversas entidades / organizações que mantém projetos educacionais, entre eles o SENAI e SESI, assim como o Ministério da Ciência e Tecnologia auxiliaram na elaboração desta norma orientativa.

Além do Brasil, também o México, Argentina, Austrália e Espanha já contam com normas voltadas à gestão da qualidade das instituições educacionais. Uma das preocupações do grupo que desenvolveu a ABNT NBR 15419 foi não infringir os princípios estabelecidos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

A norma mantém o conteúdo da ISO 9001, mas contempla o cotidiano da educação, ou seja, não altera o documento original, apenas acrescenta como as organizações podem aplicar a Gestão da Qualidade nas instituições educacionais, desde universidades e cursos de pós-graduação a escolas de educação infantil e cursos livres.

nbr 15419As organizações de ensino, de acordo com a norma, devem levar em conta os requisitos dos clientes, que expressam suas necessidades ou expectativas em relação ao serviço educacional. Por exemplo, desenvolvimento intelectual, a qualificação profissional, o desenvolvimento de competências e da cidadania, entre outros.

Os registros que devem ser mantidos para provar evidências da conformidade com requisitos e da operação eficaz do Sistema de Gestão da Qualidade envolvem especificidades como matrícula, lista de presença, diário de classe e histórico escolar (para comprovar desempenho e freqüência do aluno) e ainda controle da emissão de certificados e diplomas, entre outros. Exige o comprometimento da Alta Direção em manter uma política da qualidade com foco no cliente.

Independente do atual estágio que as organizações vinculadas ao segmento da educação estejam na busca da melhoria contínua, baseado nos requisitos da ISO 9001, a NBR 15419:2006 serve de base para a busca da efetividade dos seus processos.

No próximo artigo / post (clique aqui) , estaremos publicando as organizações no Brasil que estão aptas a utilizar as orientações contidas nesta norma, ou seja, instituições de ensino já certificadas pela ISO 9001.

E a sua organização está pronta? Deixe aqui os seus comentários.

Categorias: 3-Gestão pela Qualidade, Buscando clientes, Dica de Leitura, ISO 9001, ISO 9004, NBR 15419:2006, Nossos Clientes, Posts de Hélio Rocha