CapturarTodos os produtos que consumimos e utilizamos em nossa vida afetam / influenciam as comunidades, infelizmente a maior parte longe dos nossos olhos.

A guru ambiental Annie Leonard explica como funciona o sistema linear do capitalismo, e como isso prejudica o planeta através do documentário “Story of Stuff”, traduzindo para o português seria “História das Coisas”.

“História das Coisas” revela as conexões entre diversos problemas ambientais e sociais, e é um alerta pela urgência em criarmos um mundo mais sustentável e justo.

“História das Coisas” nos ensina muita coisa, nos faz rir, e pode mudar para sempre a forma como vemos os produtos que consumimos em nossas vidas.

Acesse o documentário completo, na versão dublada para a lingua portuguesa, através deste link.

Maiores informações sobre este projeto acesse o website oficial clicando aqui.

Categorias: Dica de Filme, Gestão Ambiental, Gestão da Responsabilidade Social, Meio ambiente, Pensamento Sistêmico, Posts de Hélio Rocha, Sustentabilidade

caminhaoAs discussões sobre o tema Sustentabilidade são muito extensas e estão em voga no meio empresarial, acadêmico e político. Levando-se em consideração o “tripé” no qual é ancorado esse conceito (perspectivas financeira, social e ambiental), pode-se discorrer sobre uma série de ações que estão sendo colocadas em prática para garantir o desenvolvimento econômico e sustentável da nossa sociedade, entre as quais podemos citar a Logística Reversa.

A Logística Reversa é um importante instrumento, previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos, que consiste em “um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada(1).

O objetivo dessa área da logística está intimamente relacionado a outro conceito que é o de “ciclo de vida” do produto, segundo o qual a “vida” de um produto não acaba na venda para o consumidor. Quando o produto torna-se obsoleto ou danificado para uso, ele deve retornar ao seu ponto de origem, através de descarte adequado e reaproveitamento de matérias primas.

Leia mais clicando aqui »

Categorias: Gestão da Responsabilidade Social, Meio ambiente, Nossas Alianças Estratégicas, Posts de Isaura Schmidt Morél